quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Segundo os progenitores sou demasiado fria e cruel para quem não gosto (é tão bom ouvir isto de quem nos concebeu :/). Não tenho problemas em dizer seja o que for a quem quer que seja (o que nem sempre é muito bom). Tenho os meus ódios de estimação e não deixo as pessoas aproximarem-se com facilidade (ahhhh, têm de passar por todas as provas de fogo). No entanto, na praxe (da qual faço parte mas tou a ficar um bocadinhoooooo farta, aquilo é mais do que ridículo) não consigo ser má. Olho para aquelas pobres criaturas e estupidamente tenho compaixão por elas e vá 'até' sou simpática. Shame on me...

4 comentários:

A.S. disse...

estava a adorar o post até À parte que tens pena deles na praxe ahahah

S. disse...

Mas é que é ridiculo o quanto os tento protejer!!! É pra ser do contra so pode!! Não costumo seguir a linha de pensamento da maioria!!!
Não sou pessoa de tar a berrar e a humilhar sem me darem troco, gosto de uma boa discussao com boa argumentação dos 2 lados...

incógnita disse...

todos temos os nossos defeitos =P

António disse...

e só por a tua atitude em relação aos praxados... a minha vénia a ti! =)