segunda-feira, 13 de abril de 2009

e agora?....


A Miss Glitering falava no outro dia de relações à distância e eu concordo com o que ela escreveu! Eu namoro à mais de um ano com o J. e embora estejamos juntos nas férias todos os dias mal começaram as aulas começámos a ver-nos apenas de 15 em 15 dias pois estudamos a 400km de distância um do outro.

É difícil, principalmente no início, saudades e ciúmes são o principal tema das conversas. Ele era o meu príncipe encantado, mas com o tempo o encanto começou a desvanecer. Comecei mentalizar-me que não havia motivos para ter cíumes porque ele nunca me ía trair (e eu acredito que ele nunca me traiu, nem era capaz de o fazer), no entanto ele ía/vai para as aulas com as amigas, vão ao cinema, vão estudar juntos, vão jantar juntos, vão fazer jogging juntos :s, vão às compras juntos... e é claro que ele tem direito a ter amigas, eu tenho amigos, mas o facto de ele passar tanto tempo com elas e não comigo mexia muito comigo (acho que é normal). Os ciúmes davam cabo de mim, eu ficava mesmo mal, até porque muitas vezes não podemos falar ao telemóvel porque ele está com as amigas!

Com o tempo fui tentando ignorar estes sentimentos, não era importante, ele gostava era de mim não delas. O que acontece é que comecei a não tentar saber coisas dele, deixei de querer saber como tinha corrido o dia, ou se o filme tinha sido bom,etc, porque eu não queria que ele me dissesse que tinha ido com esta ou com aquela [muitas vezes vai ver filmes com elas que tinha prometido ir ver comigo]. Nota: ele não sai só com raparigas, mas a questão é que elas estão sempre lá e digamos que eu cheguei ao cúmulo de também de ter ciúmes dos rapazes, porque quando há noites de poker eu ficava em segundo plano, ou quando eles fazem que estudam,etc! Na minha opinião os namorados têm/devem-nos dar atenção, porque senão para que existem?...

Onde eu queria chegar é que comecei a afastar-me e os sentimentos mudaram. Quando estamos juntos ao fim-de-semana já não é a mesma coisa, já não fico ansiosa para estar com ele, quando estamos juntos às vezes chega a ser estranho! Eu adoro este rapaz, é o meu melhor amigo mas eu acho que já não estou apaixonada!

Não tenho 31 anos, tenho 19, e nós continuamos juntos não para dizer que tenho namorado, mas se calhar porque nos habituámos um ao outro! Ía ser muito estranho ficar sem ele, porque eu tenho a certeza que se acabássemos ele nunca mais ía falar comigo, ele ía deixar de ser o meu melhor amigo! Ele é a minha rocha e neste momento não estou preparada para andar à deriva!

Às vezes parece que eu o estou a enganar, mas ele sabe que as coisas mudaram e ele potênciou a mudança quando há uns meses atrás disse que eu tinha de lhe dar mais espaço. Se alguém nos diz que precisa de espaço nós afastamo-nos não nos colamos ainda mais!

Só o tempo dirá o que vai acontecer a seguir mas ter um relacionamento à distância até pode funcionar para alguns, para mim não está a correr muito bem! Eu quero estar com alguém que gosta de mim, quer estar comigo e que se lembra que eu existo! Mesmo não agindo como namorado, podia agir mais como amigo, pois antes de namorarmos erámos os melhores amigos...

Enfim, eu prometo não escrever muito sobre estas coisas, não têm de aturar este tipo de delírios....mas às vezes é preciso desabafar! :(

5 comentários:

Corset disse...

bem rapariga... isso está complicado... mas não acho que te faça bem nem a ti nem a ele continuarem nisso se já não há amor nem paixão, mas somente amizade... Se vires que é mútuo porque não discutes isso numa boa com ele? É que estás a optar pela via mais fácil: deixar as coisas como estão...não sei se será a melhor via ou não... mas uma coisa é a chama da paixão ter diminuído..outra é já não haver amor...

pensa bem nisso, o que importa é serem os 2 felizes.. :) (juntos ou não lol)

MARIINHA disse...

Viver um amor à distância não é muito bom, sobretudo se as pessoas envolvidas são muito jovens e se a relação não estava ainda sólida. Com o afastamento vai murchando,porque tal como uma flor, necessita de cuidados. Se calhar é o que te aconteceu. E a ele também. Beijokas

Branquinha disse...

Eu namoro com o meu namorado há anos e vivemos a 300km um do outro e amamo-nos mais agora do que no início. Este ano vamos viver juntos. É tudo uma questão de amor. Se amamos alguém, fazemos de tudo e aguentamos tudo :)

Jojozinha disse...

acabei de fzr um post sobre isso no meu blog =)

Cat disse...

Eu acho que o bom funcionamento das relações à distancia dependem muito de sempre terem sido assim ou nao. Eu nao suportei uma à distancia porque passados anos juntos, sempre juntos, passamos a estar a km e km um do outro. E aquilo era demasiado diferente do que havia sido. Mas conheço pessoas que mantem relaçoes à distancia - e que nunca estiveram sempre juntos - e corre sempre tudo bem. Alias, até poderia piorar, se passassem a estar sempre juntos, nao estao habituados.

A pior coisa é estar numa relação por comodismo. Por estar habituado à pessoa, por nao nos imaginarmos sem ela [apesar de ela ja nao nos emocionar e entusiasmar da mesma maneira[, é quando pensarmos nela vermos muito mais um amigo do que um namorado. É que nao estas bem assim e podes estar a perder muitas coisas que poderias estar a viver, de outra maneira.

*